Siga-nos no:
Fale conosco | Faça o download da edição 2021/2022 | ©Atlas Copco AB
Industrial_Ideas_Logo_Unit.svg
A REVISTA DO GRUPO ATLAS COPCO
Share-BT.svg
Search-BT-New.svg
Menu-Button-Blue-01.svg
A REVISTA DO GRUPO ATLAS COPCO
AO SEU DISPOR
O especialista em serviços Tomasz Bugaj sabe como manter os negócios e a sociedade...
A LOCAÇÃO SOLUÇÃO
Nossas soluções flexíveis executarão o trabalho em todas as condições.
RASPAGEM para segurança
Saiba por que este centro de educação sul-coreano mudou para o fornecimento de nitrogênio no local
Claramente superior
A escolha das soluções de vácuo mais eficientes fará toda a diferença.
Água limpa MUDA VIDAS
Nossa iniciativa Água para Todos apoia comunidades com acesso limitado...
Editorial
Uma palavra do presidente e CEO Mats Rahmström.
Possibilitando A MUDANÇA
As soluções de montagem industrial estão no centro da revolução do carro elétrico.
"ERGONOMIA É FUNDAMENTAL"
A engenheira de ergonomia Ava Mazaheri discute as exposições de força e o excelente design de produto.
Especialistas no campo
Revendedores locais e fornecedores de serviços garantem que todos os clientes tenham suporte no local
Portal para o CRESCIMENTO
Uma visita à China, a segunda maior economia do mundo.
"O DESENVOLVIMENTO CONJUNTO É O MELHOR CAMINHO A SEGUIR"
A Atlas Copco faz parte do Ecossistema criado para expandir as fronteiras científicas.
Mantendo seco
Um processo de desenvolvimento de 10 anos resultou em uma inovação que muda tudo.
FAZENDO A DIFERENÇA
A sociedade moderna depende de ideias industriais que ganham forma com nossas ferramentas.
FAZENDO A CONEXÃO
A gerente de logística Katey Kim oferece suporte aos fabricantes mundiais de semicondutores.
SEM DESPERDÍCIO BAIXAS EMISSÕES
E se as máquinas industriais adaptassem seu uso de energia à necessidade de produção?
VISÃO PERFEITA
A produção totalmente autônoma não é mais uma ilusão. Graças a sensores óticos extremamente precisos.
Energizado e pronto para trabalhar
Tornar-se elétrico é um passo importante em direção a um futuro neutro em carbono.
ESPECIALMENTE DISEÑADO PARA RENDIR
Uma inovação desenvolvida especificamente para a indústria de GNL em expansão.
Receita para o sucesso
Explore alguns dos principais ingredientes necessários para permanecer um líder em tecnologia
Definindo O TOM
Você sabia que até o desempenho de Jimi Hendrix dependia do vácuo?
FABRICAÇÃO MAIS INTELIGENTE
Imagine uma fábrica onde máquinas inteligentes operam de forma autônoma e transferem dados sem atraso.
Equipe inteligente + smartphone = produto inteligente
Conheça os inovadores por trás da bomba de vácuo de garra seca DZS VSD+.
FERRAMENTAS INTELIGENTES PARA A VIDA MODERNA
Ferramentas industriais transformam o mundo.
ESTRELA da tela
Provavelmente, uma bomba de vácuo seca iXL900R fez sua tela.
O sucesso está nas cartas
Uma solução de serviço orientado a dados que fornece feedback em tempo real.
Aproveitando o potencial MERCADO DE ENERGIA VERDE
O Gerente de Mercado Rasmus Rubycz está pronto para aproveitar novas oportunidades.
O PODER DO ZERO
A torre de iluminação Z3+ é uma inovação com emissão zero, com ruído zero.
O começo de algo grande
Nossa primeira perfuratriz a bateria se destaca.
Aperto para decolagem
Montagem de aviões, a maneira inteligente.
Transformando maçãs em PURÊ DE MAÇÃ
O ar comprimido é necessário em todos os lugares, até mesmo na preparação de comida para bebês.
Quando o trem bate no avião
Quando a o setor ferroviário equilibra custos, velocidade e sustentabilidade melhoram o ar e o mar.
O elo que faltava
No movimento em direção a um futuro livre de carbono, a captura de energia renovável para uso posterior é fundamental.
img_1744379069.jpg
Conduzir hospitais para
um futuro sustentável
Esta tecnologia revolucionária permite que os hospitais eliminem as emissões anestésicas que prejudicam a atmosfera do planeta.
Se tivesse de adivinhar quais setores são emissores significativos de gases de estufa, provavelmente pensaria no setor da aviação ou automóvel, ou talvez no setor da agricultura. Poucos pensariam no setor da saúde.
Os hospitais funcionam 24 horas por dia, 7 dias por semana e, dependendo do tipo de anestésicos utilizados, estes gases produzem um efeito de aquecimento global 2000 a 6000 vezes mais nocivo do que o CO2. Atualmente, a maioria dos hospitais liberta estes gases para o ar ininterruptamente.
Inventar uma forma de captura dos gases nocivos
Para resolver este problema, a Class 1, um fornecedor de sistemas médicos de ar e de vácuo para estabelecimentos de saúde canadenses, desenvolveu uma solução chamada recuperação de medicamentos halogenados (HDR). Este método patenteado captura medicamentos halogenados (anestésicos) para reservatórios de armazenamento através de um sistema centralizado. Assim, os medicamentos são armazenados em segurança para serem finalmente convertidos numa substância que tem um impacto mínimo a nível ambiental. Atualmente, alguns hospitais norte-americanos têm esta solução instalada.
"Devido à crescente importância climática, muitos outros estabelecimentos de saúde estão manifestando-se interessados na HDR e no nosso processo de conversão final", afirma Marian Boyer, VP de Operações da Class 1. "Também poderemos fornecer dados quanto à quantidade de anestésicos que os nossos clientes capturam, o que lhes permite comunicar com precisão as reduções alcançadas no que diz respeito a emissões de gases de efeito estufa."
Para além dos benefícios ambientais óbvios, também existem incentivos financeiros. Em muitos países, os hospitais têm limites de emissão que, se ultrapassados, implicam multas. Os hospitais que reduzem a poluição para um nível muito inferior a esses limites podem entrar no mercado de créditos de carbono, negociando créditos com emissores que não conseguem cumprir os respetivos objetivos.
Teste de equipamento no Canadá
A pesquisa que culminou no HDR começou em 2009, com uma parceria com a Universidade de Waterloo, em Ontário, no Canadá, que revelou o quanto os anestésicos eram realmente poluentes. Este foi o começo de um percurso colaborativo que provou que era possível capturar os anestésicos para um sistema centralizado sem prejudicar o meio ambiente.
"A essa altura, éramos uma das poucas organizações no mundo a afirmar ter um sistema que centralizava a captura dos gases, quando finalizamos a primeira versão do HDR, começamos a solicitar patentes", afirma Marian Boyer.
Em 2011, quando a Class 1 iniciou um ensaio de equipamento HDR no Grand River Hospital em Kitchener, Ontário, as instituições educacionais e as organizações de saúde estavam se conscientizando sobre os danos que os gases anestésicos provocavam na atmosfera do planeta. Em 2013, a Class 1 começou a receber consultas sobre a solução para este problema. Em 2015, o teste do HDR no Grand River revelou-se um sucesso: o equipamento conseguiu captar 99% das emissões anestésicas.
Parte de um negócio sustentável
Desde o teste, o HDR passou por vários aperfeiçoamentos e encontra-se atualmente na sua quinta geração. A Class 1 pretende continuar a implementar o HDR na América do Norte antes de se expandir globalmente. A empresa detém patentes da tecnologia no Canadá, nos Estados Unidos, na Europa, no Reino Unido, na Índia e na Austrália.
Em 2019, a Class 1 foi adquirida pelo Grupo Atlas Copco.
"Um dos muitos fatores-chave por trás disso foram nossos objetivos comuns e o foco na sustentabilidade em geral", afirma Michael Sue, Gerente-Geral da Class 1. "Igualmente importantes são as sinergias quando se trata de nossa gama completa de soluções de gás medicinal para estabelecimentos de saúde, que devem incluir o HDR como padrão."
Devido à crescente importância climática, muitos outros estabelecimentos de saúde estão manifestando-se interessados na HDR e no nosso processo de conversão final",
Marian Boyer VP de Operações da, Class 1
Grupo Atlas Copco são as sinergias quando se trata de nossa gama completa de soluções de gás medicinal para estabelecimentos de saúde, que devem incluir o HDR como padrão."
Michael Sue Gerente-Geral da, Class 1